Entenda o que é EPC e sua importância nas empresas

Um dos fatores mais importantes na hora de construir ou reformar é a garantia de segurança na obra. Tanto empregadores, que devem disponibilizar um ambiente com as melhores condições para a execução do trabalho, quanto trabalhadores, que devem executar suas funções com responsabilidade e o menor risco possível para si e para seus colegas, precisam estar comprometidos com uma mentalidade de prevenção.

Acidentes de trabalho normalmente são resultado de uma combinação de fatores, aliando falhas humanas e materiais a aspectos ambientais. É por isso que existe uma série de equipamentos de proteção coletiva que devem fazer parte de qualquer obra, independente de sua grandeza e quantidade de funcionários. 

Os EPCs servem para se precaver a esses acontecimentos e garantir a saúde e a segurança do trabalhador. Continue lendo para entender melhor sobre esses equipamentos fundamentais nas empresas!

O que é EPC?

Essa é a sigla para Equipamento de Proteção Coletivo, um equipamento, dispositivo ou todo um sistema criado a fim de garantir a segurança e proteção de um grupo de pessoas enquanto realizam determinada tarefa.

É utilizado pelas empresas para zelar pela saúde e integridade de seus trabalhadores, defendendo-os de situações de risco, e também as pessoas em seu entorno. Além disso, não interfere de nenhuma maneira no trabalho que está sendo exercido, sendo instalado geralmente no ambiente em que o funcionário está atuando.

Diferença do EPC para o EPI

A principal diferença entre esses dois é que o EPI, como o próprio nome diz, é de uso individual, garantindo a segurança única e exclusivamente daquele que o utiliza. Alguns dos principais EPIs são:

  • Capacetes
  • Luvas
  • Óculos
  • Máscaras
  • Botas
  • Protetor Auricular

Já o EPC é utilizado por diversas pessoas e assegura todos, trabalhadores, visitantes e pessoas em geral envolvidas na atividade, sendo ainda mais eficiente. São exemplos de EPCs:

  • Guarda-corpo
  • Exaustores e sistema de ventilação
  • Piso antiderrapante
  • Placas sinalizadoras
  • Corrimão de escada
  • Iluminação de emergência
  • Proteção contra ruídos

É válido lembrar que o uso de equipamentos de proteção individual não excluem o uso dos equipamentos de proteção coletiva. Ambos se completam, criando um sistema integrado de segurança para o trabalhador.

Por que são tão importantes?

Segundo o Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, mais de 4,5 milhões de notificações de acidentes de trabalho foram registradas entre 2012 e 2018, representando mais de 2 mil acidentes por dia. A Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT) afirma ainda que o Brasil é o quarto país no ranking mundial de acidentes do trabalho.

O uso de equipamentos de proteção coletiva em construções colabora para a redução de acidentes de trabalho e de doenças profissionais, além de conscientizar trabalhadores e empregadores da importância dos sistemas de proteção e das boas práticas no canteiro de obras, qualificando a mão de obra e assegurando o bom andamento do trabalho.

Portanto, é responsabilidade dos gestores e administradores certificar que não apenas os seus funcionários estejam devidamente seguros, como também todo o público e ambiente ao seu redor.

___________________________________

O que achou do nosso artigo sobre a EPCs? Acredita na importância desses equipamentos para as empresas? Não se esqueça de que esses materiais, assim como os EPIs, devem ser trocados e substituídos quando estiverem desgastados, danificados ou extraviados. Continue acompanhando o nosso blog para receber mais esse tipo de conteúdo. 

Até o próximo artigo!

Deixe seu comentário

Seu endereço não será publicado.