Como construir uma piscina: passo a passo completo

Especialmente nos dias de calor, uma piscina faz falta para dar aquela refrescada ou até mesmo para um lazer com a família. Se você tem quintal em casa, esse pensamento já deve ter passado pela sua cabeça, mas será que você sabe como construir uma piscina? Nesse artigo, preparamos um tutorial com todos os passos que são necessário para realizar esse tipo de construção. Confira! 

Passo a passo: como construir uma piscina

Vale lembrar que, antes de tudo, a construção de uma piscina é um processo complexo, técnico e que exige certo investimento para que ela funcione corretamente. Por isso, se você deseja instalar esse tipo de obra em sua residência, conte com um profissional experiente e contrate uma mão de obra especializada e de confiança.

Não arrisque fazer isso sozinho ou até mesmo contar com aquele “faz tudo”, pois os riscos de uma piscina mal instalada são muitos. O ideal é contar com alguém que faz um bom serviço ao invés de tentar economizar e ter problemas e custos extras. Veja abaixo como é feita a construção de uma piscina e acompanhe todo o procedimento:

1. Planeje como será sua piscina

Uma das etapas mais importantes na hora de construir uma piscina é o planejamento. É muito importante analisar bem o local para evitar imprevistos e custos extras. Por isso, antes de tudo, avalie o terreno por meio de uma sondagem para determinar o tipo de solo e também se há lençol freático. Além disso, é fundamental que você veja se a documentação do local está em dia e, se necessário, solicitar uma licença junto à Prefeitura. 

2. Faça as marcações adequadas

Em seguida, faça a marcação no solo de qual será o desenho da piscina. Se você for instalar uma piscina de vinil ou de fibra de vidro, provavelmente será mais fácil pois elas são vendidas em modelos prontos. Essas opções pré-fabricadas são práticas, mas exigem que todo o projeto seja adaptado. Já as piscinas de alvenaria ou de concreto permitem mais liberdade de construir em diversos tamanhos e formatos, porém necessitam de mais reforço nas estruturas.

3. Escave o buraco com os equipamentos certos

Logo depois, é hora de escavar o buraco de acordo com as demarcações que foram definidas e também com a profundidade esperada. Avalie se a piscina será mais rasa, mais funda ou até mesmo se você pretende optar pelos dois, fazendo uma espécie de rampa na profundidade do fundo. Para isso, poderá ser necessário alugar o equipamento de construção, como uma miniescavadeira por exemplo.

4. Nivele o solo

Com o buraco escavado, você deverá nivelar a terra para que a superfície fique homogênea e lisa ao longo de todo o fundo. Isso irá facilitar a colocação dos pisos e construção da parede. Existem muitas formas de fazer esse nivelamento, mas se você optar por um piso inclinado, deverá contar com o auxílio de um profissional experiente. 

5. Estruture as paredes

O próximo passo envolve a estruturação das paredes da piscina. É possível criar essa sustentação com armações de metal ou até mesmo com madeira. Mantenha as paredes o mais uniformes possível e niveladas umas às outras. Já se for utilizar o modelo pré-fabricado, basta colocá-lo no buraco com o auxílio de um guindaste.

6. Instale o encanamento e a eletricidade

É hora de instalar o encanamento e, para isso, contrate um encanador licenciado para que ele faça a instalação dos canos. Todo um sistema de filtração e suprimento será criado para que a piscina funcione corretamente e alguém inexperiente pode acabar arruinando sua instalação. A regra vale também para passar a eletricidade, se for necessária para iluminação e sistema de filtragem. 

7. Impermeabilize e dê o acabamento

Assim que o espaço estiver de acordo, é hora de implementar os impermeabilizantes para as paredes, evitando que ocorram infiltrações pelo terreno. Em seguida, utilize argamassas também impermeabilizantes adaptadas para piscinas, pois elas são feitas com aditivos químicos e produtos específicos. Aplique os azulejos para dar acabamento e deixar o fundo da piscina ainda mais bonito. 

8. Verifique o seu funcionamento

Por fim, quando tudo estiver seco, adicione a água e o cloro até que atinja o topo. É fundamental que você observe o funcionamento da bomba e verificar se não há nada de anormal enquanto isso, como por exemplo soltura dos azulejos, estufamento, vazamentos ou qualquer outro problema. Se tudo der certo, já pode aproveitar sua piscina e dar um bom mergulho! 


E aí, o que achou do nosso artigo sobre como construir uma piscina? Agora é hora de colocar os planos em ação e, finalmente, aproveitar os dias quentes para se refrescar e realizar o seu sonho de ter uma piscina em casa! Não deixe de acompanhar o nosso blog para receber mais esse tipo de conteúdo.

Até o próximo artigo!

Deixe seu comentário

Seu endereço não será publicado.