5 dicas de como resolver o problema da eflorescência

Você já se deparou com marcas esbranquiçadas nas paredes e pisos da sua casa e tentou removê-las, mas percebeu que elas voltavam? Saiba que o seu problema pode ser eflorescência, um fenômeno que preocupa muitos profissionais de obras e proprietários de construções. Preparamos algumas dicas para que você entenda melhor o que são essas patologias da construção civil e se livre delas! 

O que é eflorescência?

A eflorescência consiste no surgimento de manchas brancas na superfície de chãos e paredes de revestimentos cerâmicos, concreto e alvenaria. 

Isso acontece por conta da evaporação de alguns sais como o hidróxido de cálcio, presente na composição do cimento e da cal, que reage com o dióxido de carbono presente no ar, formando assim as manchas.

Quais são as causas?

Existem diversas causas que podem levar ao surgimento de eflorescências, mas alguns dos principais são:

  • Produto utilizado com alto teor de sais solúveis
  • Preparação do material envolve excesso de água (argamassa ou concreto)
  • Local ou ambiente muito quente e úmido
  • Pintura feita sobre o reboco ainda úmido (antes do tempo mínimo de secagem de 28 dias)
  • Estrutura, rejunte, revestimento, concreto e argamassa apresentam fissuras

5 dicas para resolver a eflorescência

Se você está tendo problemas com essas manchas, saiba que existem alguns cuidados e medidas que você pode adotar para que elas desapareçam! Para aqueles que desejam deixar seus pisos e paredes com uma aparência mais bonita, seguem as dicas:

1. Escolha bem os materiais 

Em primeiro lugar, é necessária atenção à escolha do cimento e outros materiais envolvidos no processo de construção ou reforma das superfícies. Opte, de preferência pelo cimento do tipo CP-IV, que é pouco poroso e resiste bem à exposição de água corrente, ou do tipo CP-III, que possui baixa concentração de hidróxido de cálcio.

2. Previna-se com materiais impermeáveis

Você também contar com uma manta impermeável para impedir ou pelo menos reduzir a umidade do solo em contato com os revestimentos. Existem também alguns aditivos impermeabilizantes que protegem a argamassa e o concreto de absorverem água.

3. Utilize ácidos

Tanto o ácido sulfâmico quanto o acético servem muito bem para remover essas manchas. No entanto, antes de utilizar o produto, é necessário consultar a forma e quantidade correta para que você não tenha problemas de corrosão ou até mesmo mais manchas na superfície. Após o processo, não se esqueça de lavar o local com água em abundância para que todo o produto seja retirado.

4. Conte com removedores específicos

Já existem diversos produtos prontos para a remoção dessas marcas no mercado. Assim, você não precisa realizar misturas e nem correr atrás dos ácidos, que apesar de efetivos, são bastante perigosos se não utilizados da maneira correta e com segurança. 

5. Investigue a origem 

Se após esses procedimentos você notar que as manchas continuam surgindo, ou até mesmo se sua situação já estiver em um estágio mais avançado, o ideal é realizar uma nova camada de revestimento e até mesmo investigar mais a fundo a origem dessa infiltração para descobrir de onde vem a água que causa a eflorescência.

_____________________________________________

Gostou dessas dicas? Você também tem problemas com a eflorescência no seu piso ou parede? Esperamos que com esses passos você consiga resolver esse problema em seu ambiente residencial ou empresarial. Não deixe de acompanhar o nosso blog para receber mais conteúdos como esse.

Nos vemos no próximo artigo!

Deixe seu comentário

Seu endereço não será publicado.