Escoramento de laje: Tudo que você precisa saber durante uma obra

O escoramento de laje é um procedimento extremamente importante em canteiros de obras, pois garante que haja a sustentação temporária do teto para que as atividades dos profissionais envolvidos sejam feitas em segurança.

As escoras são utilizadas frequentemente pela construção civil tanto para lajes quanto para vigas. Elas suportam grandes cargas e permitem que haja mais economia e um correto nivelamento.

Como escorar laje

A técnica correta de como escorar laje é aprendida e aperfeiçoada por profissionais que lidam com o procedimento diariamente.

Para que as estruturas provisórias sejam feitas dentro dos padrões de segurança é necessário entender as características dos tipos de escoras, calcular corretamente quantas escoras por metro quadrado e por quanto tempo a laje deve ficar escorada.

Tudo começa com o projeto de escoramento

projeto de escoramento

Os profissionais envolvidos na elaboração do projeto precisam ser claros e objetivos para que não haja nenhuma margem para interpretações errôneas.

É de suma importância que haja a especificação de quais são as cargas que podem ser admitidas, conforme os equipamentos que serão utilizados.

A definição de cada elemento deve ser feita com a indicação exata de onde eles ficarão posicionados. Além disso, indica-se as cargas nas bases de apoio, plantas, cortes etc.

Tipos de escoras para laje

Quem lida diariamente com obras já sabe que há uma forte competição entre a madeira e o metal como matérias-primas das escoras.

Abaixo, entenda as características desses dois tipos.

Escoras metálicas para laje

Escoras metálicas para laje

O escoramento metálico promove uma montagem rápida, fácil e flexível. As escoras metálicas são eficientemente utilizadas para realizar o nivelamento adequado sem deixar de lado a resistência e a preservação do meio ambiente.

Uma das vantagens que contribui para a escolha da escora metálica é o de ser possível recicla-la quando a vida útil acaba.

A Norma Regulamentadora (NR) 15696 define duas regulagens para escoras metálicas.

Regulagem grossa das escoras metálicas: Os pinos são inseridos nos furos do tubo telescópico.

Regulagem fina: É feita diretamente na luva de regulagem.

As escoras metálicas são fabricadas com uma variação de altura regulada entre 1,6 e 4 metros.

Escoras de madeira

A utilização das escoras de madeira levanta a polêmica sobre a preservação dos recursos naturais e a preocupação em se utilizar matérias-primas certificadas e com corte controlado.

É o tipo de escora que exige mais tempo para aplicar porque há riscos de deformações e tem uma duração menor que a de metal.

Para uma correta utilização, há dois tipos de madeiras apropriadas:

Madeira em bruto: Que pode ser serrada ou não e precisa seguir o que determina a NBR 7190.

Madeira industrializada: Mais indicada por promover controle de umidade, de temperatura e são ensaiadas, conforme o que diz a NBR 9532.

Cálculo de escoramento de laje

Todos os procedimentos precisam ser calculados para que não haja riscos de desabamentos e acidentes com os trabalhadores.

A própria NR 15696 disponibiliza o cálculo adequado.

cálculo para escoramento de laje

O mais importante é que a carga atuante precisa ser menor que a carga admissível relacionada ao elemento verificado.

Distâncias recomendadas

Tanto as pontaletes quanto as linhas de escoras precisam manter as distâncias iguais (definida por cálculos em cada projeto).

Geralmente, as linhas de escoras são de 1,30 metro de eixo. Caso as lajes sejam altas, o indicado é ser de até 1,00 m.

Dê as devidas atenções para a base que, necessariamente, precisa ser sólida para manter a segurança durante todos os procedimentos.

A importância da contra flecha

A Contra flecha nada mais é que a elevação na linha de escora central. Não deixe de utilizá-la durante o escoramento, pois é por meio dela que se torna possível nivelar a laje, bem como realizar tanto a prevenção quanto a compensação de deformações.

Quanto tempo uma laje deve ficar escorada?

Antes de remover o escoramento, analise:

  • Resistência da laje;
  • Estrutura de concreto;
  • O tempo definido no projeto.

Em geral, 14 dias é o tempo mínimo definido para remover as escoras, mas tudo dependerá do que o responsável técnico pela obra definir.

Leia também:

Como usar uma furadeira sem danificar a estrutura da parede

Deixe seu comentário

Seu endereço não será publicado.